sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

O poder das palavras

Ainda bem que eu não falo. Eu mio. Cada miado meu tem um significado e minha mami sabe muito bem decifrá-lo. Acho que sou muito mais objetivo, direto e transparente que os seres humanos. Vocês dizem algo quando não querem dizê-lo e não dizem quando querem. Eu não. Mio quando quero e fico indeferente quando me interessa. Palavra dita é coisa séria e não dita também. O silêncio muitas vezes dói até mais. E cada palavra tem sua vida própria. Mami me contou um caso que aconteceu com ela e que adorei. Ela pediu um chorinho de um whisky ao garçom e ele lhe disse: Choro não. Não quero ver nunca uma mulher chorar! Aí ela pediu: então me dá uma alegria aí! E ele entornou com prazer no copo dela. Pense sempre antes de falar, pois as palavras trazem uma energia que contagia. Um bom final de semana a todos!

6 comentários:

  1. Adorei o que o garçon falou e a sua resposta. bjs obg por me seguir, tenha um maravilhoso final de semana.

    ResponderExcluir
  2. e este foi um post repleto de sábias palavras. alegrias para vocês!

    ResponderExcluir
  3. Que texto e mensagem bonitos, Teo! Você é um gatinho muito sábio! Beijos na mami!

    ResponderExcluir
  4. Música do dia seguinte pensada no dia anterior

    Foi pensada numa noite, no trajeto de volta para casa, embriagado pelo álcool e as estrelas, envolto pelo frio silencioso da saudade, quando não se tem uma caneta, nada para escrever, e não se pode confiar na memória nem na sobriedade do indivíduo. No dia seguinte ele tenta escrever aquela canção, que deveria ser bem maneira... mas não conseque se lembrar. Se perde. Deixou isso para outro momento, e cada segundo que se perde é o tempo de um outro pensamento chegar. Era pra ter feito na hora. Saber tocar violão. Tudo aquilo que queria traduzir em música e que basta um dia para se apagar, mas apenas um pouco desse mesmo sentimento para o coração bater mais forte. A memória fez os defeitos que já me esqueci. Porque a cada dia que passa você nao é mais a mesma. A cada dia que passa esta canção está mais atrasada simplesmente porque eu nao pude dizer, agora quando escrevo agora, que embora nao me lembre como queria lhe dizer, cruzo os dedos para que nao vá embora, que me deixe chegar ao fim desta canção e que, por fim, sem receio de lembrar que hei amado alguém tanto e este alguém és ti, não me distraia novamente tentando encotrar um jeito perfeito de simplesmente dizer eu te amo.

    ResponderExcluir

Curtiu?