quinta-feira, 2 de abril de 2009

Um selinho e um pouco de poesia


Ganhei o selinho acima do Tudo Gato e do Bigodes e Ronrons! Obrigado!

***



Os gatos na tinturaria

Os gatos brancos, descoloridos,
passeiam pela tinturaria,
miram polícromos vestidos.
Com soberana melancolia,
brota nos seus olhos erguidoso arco-íris,
resumo do dia,
ressuscitando dos seus olvidos,
onde apagado cada um jazia,
abstratos lumes sucumbidos.
No vasto chão da tinturaria,
xadrez sem fim, por onde os ruídos
atropelam a geometria,
os grandes gatos abrem compridos
bocejos, na dispersão vazia
da voz feita para gemidos.
E assim proclamam a monarquia
da renúncia, e, tranqüilos vencidos,
dormem seu tempo de agonia.
Olham ainda para os vestidos,
mas baixam a pálpebra fria.
Cecília Meireles

Um comentário:

Curtiu?