terça-feira, 26 de abril de 2011

Suas próprias medidas

Aos poucos, você aprende a ter suas próprias colheres de medidas, daquelas que você usa quando está começando a cozinhar e quer seguir à risca a receita, para a vida.

Tem horas em que você achará mais prudente usar a colher de sopa cheia de paciência; outra, a de chá, com apenas um pouco mais de persistência; ou quem sabe a de sobremesa, com algum otimismo.

E saberá qual o limite da tolerância desandar para o comodismo ou falta de afirmação, ou a persistência sair do ponto e passar para a teimosia, ou ainda o otimismo virar ingenuidade.

Custa. Mas, um dia, você nem precisará mais destas colherinhas... Já saberá tudo de cor. E, quando achar que sabe tudo, perceberá que não há receita pronta para nada e que não é possível ter certeza do resultado final quando há ingredientes inesperados.

Um comentário:

Curtiu?